notíciasOpinião

Mundo Corporativo

09/10/2017 10:27 AM / VALDIRENE MOSER / Atualizado em 09/10/2017 10:27 am

A cada dia que passa, percebo pessoas que perdem oportunidade de serem aprovadas em processos seletivos, pois não se conhecem. Isso infelizmente acontece porque estamos vivendo um momento, em que a tecnologia fala muito alto e a maioria delas estão se preocupando muito com o que acontece com os demais e pouco com elas mesmas. Apontar os pontos fracos do outro é mais fácil que olhar o próprio umbigo.

A ideia deste artigo surgiu devido a esses fatos apontados ou dessa percepção.

Então vamos lá!

Você já parou para pensar nos seus…

Pontos fortes: O que eu faço muito bem? Quais são os  meus talentos naturais? O que eu faço que as pessoas costumam me elogiar? Quais são os meus pontos fortes de caráter e personalidade?

Reflita: Como posso potencializar meus pontos fortes?

Pontos fracos: O que eu preciso melhorar? O que eu costumo falhar? O que eu percebo que faço menos ou faço demais? Em que eu me sinto mais vulnerável?

Reflita: Como posso abandonar ou modificar estes hábitos?

Oportunidades: Quais as oportunidades que percebo frente aos meus pontos fortes? Como transformar minhas forças em oportunidades? Que mudanças em meu mercado de trabalho posso aproveitar? Quais as formas de agregar valor naquilo que eu faço?

Reflita: Como posso explorar as oportunidades para obter melhores resultados?

Ameaças: Quais ameaças que eu percebo? Quais podem me prejudicar? O que as pessoas com quem eu convivo fazem melhor que eu? Quais estratégias e diferenciais são mais marcantes nas pessoas com quem convivo.

Reflita: Como enfrentar essas ameaças para que eu conquiste melhores oportunidades?

Reflita: 500 a.C. Se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de 100 batalhas. Se você se conhece, mas não conhece o inimigo, para cada vitória ganha sofrerá também uma derrota. Se você não conhece nem o inimigo nem a si mesmo, perderá todas as batalhas. Por isso, o processo de autoavaliação é importantíssimo, para que possamos tomar consciência de nossas fraquezas e também de nossos pontos fortes.