notíciasDestaque Nacional

Conheça Aparecida além do Santuário

11/10/2017 10:35 AM / Wellington Alves / Atualizado em 16/10/2017 9:22 am

A devoção por Nossa Senhora Aparecida completa 300 anos exatamente amanhã. O Santuário Nacional, em homenagem à padroeira do Brasil, que é uma representação de Maria, mãe de Jesus Cristo, recebe mais de 12 milhões de romeiros por ano. Muitos vão de carro, outros a pé, a cavalo, de moto ou outras formas. Mas o curioso é que muita gente não conhece bem a cidade de Aparecida, mesmo indo lá anualmente.

O Santuário Nacional foi inaugurado em 4 de julho de 1980, sendo que é comum os fiéis irem a pé, pela passarela, até a Basílica de Aparecida, conhecida popularmente como Igreja Velha, que foi construída em 1745. Mas existe muito mais a conhecer. O Metrô News preparou um roteiro para os peregrinos que quiserem desvendar a história da padroeira do Brasil e aproveitar os pontos turísticos oferecidos pela cidade.

Capital da fé – Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida recebe mais de 12 milhões de romeiros por ano (Foto: Divulgação)

Porto de Itaguaçu

A maioria dos católicos sabe que a imagem de Aparecida foi encontrada por três pescadores – primeiro o corpo, depois a cabeça –, nas águas do Rio Paraíba do Sul. O que muitos desconhecem é que é possível navegar de barco pelo rio, nos locais onde foram encontrados as partes da imagem.

O Porto de Itaguaçu fica na Rua Antônio Arneiro, na via principal de chegada ao Santuário, e tem uma pequena capela com a parede de fundo feita em vidro para que os fiéis possam olhar o rio quando estiverem dentro da igreja. Os embarques para o passeio de balsa ocorrem diariamente, das 8h às 17h, sendo necessário ter 15 pessoas para iniciar o passeio que tem duração de 20 minutos e conta com guia turístico. Custa R$ 12 para o público geral. Idosos a partir de 60 anos e crianças entre seis e 12 anos pagam R$ 8. Crianças com menos de cinco anos não pagam.

Para a criançada, um opção bacana é ir ao local, junto com os pais, com as charretes, que ficam no outro lado da via de frente à entrada do estacionamento do Santuário. O custo varia de R$ 15 a R$ 20 por pessoa, dependendo do condutor.

Informações: passeio@riosanto.com.br ou pelo Tel. (12) 99131-7269.

Marco – Balsa leva turistas para conhecer o Rio Paraíba do Sul (Foto: Divulgação)

Memorial da Devoção

O Memorial da Devoção conta com um Museu de Cera e um cinema, que passa o filme História de Nossa Senhora Aparecida, em 15 minutos. Dá até para comprar pipoca e é comum olhar para o lado e ver algum devoto às lágrimas. O Museu de Cera reúne cerca de 60 esculturas de pessoas. O Memorial funciona de segunda a sexta, das 9h às 17h; aos sábados, das 8h às 19h; e aos domingos, das 7h às 18h. Os ingressos custam R$ 10 e crianças até cinco anos não pagam. Informações: (12) 3104-3536.

Memorial – Museu de Cera tem peças que parecem pessoas vivas (Foto: Assessoria de Imprensa do Santuário)

Morro do Cruzeiro

O local de peregrinação reúne as estações da Via-Sacra e lá acontece a procissão anual de Sexta-Feira Santa. O local tem acesso térreo pela parte antiga da cidade.

A cruz possui 23 metros de altura, no alto do morro, e foi fixada em 1925. O local tem 685 metros de altitude, ou seja, não é fácil ir a pé.

Esse percurso ficou mais fácil com a inauguração em 2014 do Bondinho de Aparecida. Logo na saída do Santuário é possível pegar o transporte e chegar, via aérea, no alto do morro, sem suar a camisa e no conforto de uma das 47 cabines com capacidade para até seis pessoas cada.

A tarifa do bondinho é R$ 24 para adultos e R$ 12 para crianças (seis a 12 anos) e idosos (maiores de 60 anos). A viagem apenas de ida custa a metade. Entrar no prédio do Mirante custa entre R$ 6 e R$ 3. A visão panorâmica é ótima.

Topo – Prédio no Morro do Cruzeiro tem cruz gigante e visão panorâmica (Foto: Divulgação)

Museu e Mirante

A cúpula do Santuário chama a atenção de qualquer um pela beleza e tamanho. E que tal olhar tudo de cima? É possível. Ao sair da igreja, procure a Torre Central. Lá, pagando R$ 8 no ingresso, você pode subir de elevador até o Mirante e ver a cidade do ponto mais alto do Santuário. Depois, no 2o andar, existe o Museu de Nossa Senhora. Pessoas acima dos 60 anos, estudante com carteirinha e crianças de seis a 12 anos pagam 50% do valor da entrada.

De cima – Mirante fica na torre ao lado do Santuário Nacional (Foto: Divulgação)

Batismo é marcado em apenas uma hora

Batizar os filhos no Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida é um procedimento simples, rápido e custa apenas R$ 30. As cerimônias acontecem na Capela do Batismo, que fica em um anexo do lado de fora da igreja, próximo à passagem entre o Santuário e o Shopping. A marcação é feita na Secretaria de Batismo, no subsolo do Santuário e pode ser feita até uma hora antes da celebração, mas apenas em caso de a documentação estiver completa. A secretaria marca, no máximo, dez batismo por vez. As cerimônias acontecem de segunda a sexta, às 10h30 e 15h, aos sábados, às 9h, 10h, 11h, 14h e 15h, e aos domingos, às 8h, 9h, 10h, 11h, 14h e 15h. O Santuário não realiza batizados apenas na Sexta-feira Santa, Sábado Santo, Natal e Ano-Novo. No caso de Batismo no dia de Nossa Senhora Aparecida é pedido que a marcação seja feita pelos  telefones (12) 3104-1560/61. A celebração do Batismo será simples. Um padre irá conduzir. Não há cantores para animar o rito, mas o sacerdote consegue conduzir o momento com descontração e espiritualidade. Caso queira contratar um fotógrafo ou profissional de filmagem é necessário que os mesmos se cadastrem na assessoria de imprensa do Santuário. “Batizei minha filha no Santuário e foi um momento especial, de muita espiritualidade para todos e bênção de Nossa Senhora”, contou a analista financeira Silvana Oliveira, 31 anos, mãe da pequena Mariah, que foi batizada com cinco meses.

Foto: Fabio Cursino / divulgação

Documentação obrigatória

  • Transferência por escrito contendo o nome dos pais, da criança, a assinatura do pároco e o carimbo da paróquia. Para crianças a partir de oito anos e adultos o documento deve contar que o requerente está devidamente preparado (a).
  • Certidão de nascimento ou documento de identidade (RG ou CNH).
  • Atestado do curso de preparação para o batismo dos pais e padrinhos
  • Certidão de nascimento original da criança. O setor de batismo confere o documento, realiza o cadastro e depois devolve para os pais.
  • Documento de Identidade (RG ou CNH) dos pais.
  • Certidão de casamento dos pais no religioso, caso sejam casados na igreja.