notíciasEsportes

Árbitros serão avaliados e poderão ser rebaixados na FPF

12/01/2018 11:28 AM / Agência Estado / Atualizado em 12/01/2018 11:28 am

A partir deste ano, a Federação Paulista de Futebol (FPF) terá um ranking de árbitros e assistentes, com notas de 0 a 10, que prevê o rebaixamento de quem não realizar um bom trabalho. O método será aplicado no Campeonato Paulista, que começa na quarta-feira, 17. Os profissionais da área precisarão de uma licença para apitar os grandes jogos.

Existirão cinco tipos de licença: a básica (jogos amadores), C, B, A e Pro. A partir de 2021, a expectativa é de que apenas árbitros com o último status apitem na Série A1. A introdução do ranking será divulgada pela FPF esta semana.

“Hoje o árbitro se destaca pela quantidade de jogos. Para melhorar, precisamos focar na análise e na qualidade, não na quantidade”, explicou Dionísio Roberto Domingo, coordenador de Desenvolvimento de Arbitragem da FPF.

Os profissionais terão aulas teóricas e práticas, que envolvem condicionamento físico, mental e as técnicas de arbitragem. Um tutor e um ex-juiz, que acompanharão a equipe, vão avaliá-los durante os jogos. Juntos, eles discutirão erros e acertos. Em posterior reunião com a direção de arbitragem da FPF, vão decidir as notas de cada um dos membros.

Eles avaliarão agilidade, poder de raciocínio, interpretação de lances, equilíbrio psicológico, entre outros pontos. Se o árbitro cometer erro grave, será suspenso preventivamente. Os jogos que eles apitarem nos torneios nacionais também serão contabilizados.